Inauguração do Dino Parque da Lourinhã

O maior museu ao ar livre de Portugal e um dos maiores parques temáticos de dinossauros da Europa marcou o início da sua atividade com uma cerimónia, no dia 08 de fevereiro, em que esteve presente o Presidente da Junta de Freguesia de Lourinhã e Atalaia, Pedro Margarido, e a Vogal da Junta, na qualidade de membro da direção do GEAL,Maria Matos. Estiveram presentes no plano nacional e autárquico o Secretário de Estado das Autarquias, Carlos Miguel, Ana Abrunhosa, presidente da CCDR do Centro, Carlos Abade, membro do Conselho de Administração do Turismo de Portugal, Pedro Machado, presidente do Turismo do Centro, Elizete Jardim, Diretora Regional da Direção de Regional de Agricultura e Pescas de Lisboa e Vale do Tejo, João Duarte Carvalho, presidente da Câmara Municipal da Lourinhã, António Allberto, Presidente da Assembleia Municipal da Lourinhã, e os presidentes das Câmaras Municipais do Bombarral, Arruda dos Vinhos, Torres Vedras, Caldas da Rainha, Óbidos, Cadaval, Nazaré e Alcobaça. De relevo, também, a presença de autarcas estrangeiros, o presidente do Município de Bad Liebenzell – Alemanha, Dietmar Fischer, e da vila francesa de Deuil-la-Barre, Dominique Petitpas e o conterrâneo Alberto Pereira.

A cerimónia foi constituída pelo descerramento de uma placa evocativa da inauguração seguida da benção das instalações pelo Padre Ricardo Franco, da Paróquia da Lourinhã. Houve um momento institucional com os discursos de Franz-Josef Dickmann, CEO do Dino Parque International, Luís Rocha, Diretor Geral do Dino Parque da Lourinhã, Lubélia Gonçalves, Presidente da Direção do GEAL – Museu da Lourinhã, e dos já mencionados, João Duarte Carvalho e Carlos Miguel, em representação do Governo da Republica. De salientar a menção sentida a um dos principais fundadores do GEAL, e grande promotor das descobertas de fósseis de dinossauro no concelho, o falecido Horácio Mateus e a menção à colaboração da Junta de Freguesia na construção do parque, no discurso do Presidente da Câmara Municipal da Lourinhã, João Duarte Carvalho. A cerimónia de inauguração foi depois brindada com uma performance artística da AcroGym Enigmas do Hóquei Clube da Lourinhã, intitulada o “O Nascimento do Dinossauro” e por uma breve visita às diversas exposições e percursos acompanhadas pelos cientistas Octávio Mateus e Simão Mateus.

Inserido num cenário natural, o Dino Parque da Lourinhã permite a observação dos mais famosos dinossauros, como o Triceratops, Iguanodon e, do mais conhecido, o Tyrannosaurus Rex. É ainda possível conhecer duas espécies únicas e originais da Lourinhã: o Lourinhanosaurus e o Lourinhasaurus.

Vinte e um anos depois da ideia inicial, abre ao público sexta-feira, dia 09, com o objetivo de ser um espaço temático de lazer e conhecimento. Ocupa presentemente uma área de 10 hectares ao longo dos quais foram desenhados quatro percursos pedestres correspondentes aos últimos 420 milhões de anos, “desde a época em que os dinossauros começaram a sair da água”, explicou o diretor científico do PDL, Simão Mateus. O parque está implementado num pinhal a poucos quilómetros da Lourinhã.

Ao longo do percurso, o visitante vai encontrando vários tipos de dinossauros estáticos com um “realismo impressionante”, enfatiza o diretor-geral, Luís Rocha, explicando que a ideia “não foi apenas espalhar dinossauros pelo parque”, mas sim criar encenações de como seria o quotidiano e o habitat natural dos animais naquele tempo.

Acreditando que “o nível de detalhe fará a diferença para o visitante”, Luís Rocha pretende que as crianças possam aprender de uma forma divertida.

Além dos percursos pedestres, o Dino Parque da Lourinhã tem um pavilhão com várias atividades para adultos e crianças, uma

exposição permanente de fósseis e pegadas de dinossauros pertencente ao GEAL – Museu da Lourinhã e um laboratório científico que está aberto a estudantes e investigadores de paleontologia.

Está previsto nos próximos anos aumentar a área de exposição, com mais espécies de dinossauros e percursos, visto que presentemente o parque só ocupa 10 hectares dos 30 cedidos pela Câmara Municipal da Lourinhã.

O protocolo estabelecido entre a empresa de capitais alemães gestora do PDL, a Câmara Municipal da Lourinhã e o Grupo de Etnografia e

Arqueologia da Lourinhã (GEAL) prevê ainda que uma parte das receitas do parque seja destinada para continuar a investigação científica sobre os dinossauros.

A Junta de Freguesia de Lourinhã e Atalaia faz votos de muitos sucessos e que a concretização deste desígnio do concelho da Lourinhã seja uma âncora no desenvolvimento da economia local.