Património Etnográfico


 

O património etnográfico da Lourinhã resume as suas características geográficas associadas à sua história. É um resultado das vivências locais.Inserida na Zona Oeste, temos os característicos moinhos de vento, associados aos quais está a profissão a que foi buscar o nome o nosso rancho folclórico “As moleirinhas do Seixal“. É uma zona agrícola, que vive sobretudo da produção agrícola e da pecuária, pelo que tem um carácter rural ainda muito vincado. Do nosso passado ligado à terra, ao lagar e à produção vinícola ficou a nossa aguardente, que pela sua grande qualidade, a Lourinhã se tornou, em 1992, numa Região demarcada de aguardentes.
Além disso, sempre foi, em termos geográficos, uma zona híbrida, e como tal, tem um artesanato e uma gastronomia pouco definidos. Na gastronomia a excepção é feita com a doçaria, nomeadamente pelas Areias Brancas e Paimogos. No artesanato, tradicionalmente quase inexistente, a excepção é feita actualmente por um grupo de artesãos empenhados que se dedicam às artes decorativas, à pintura, à bijutaria e à cerâmica.