Exposição 40 Anos Poder Local na Lourinhã

A Comissão Organizadora das Comemorações dos 40 anos de Poder Local Democrático no Município da Lourinhã inaugurou no sábado, dia 21, de manhã, a exposição ‘Município da Lourinhã – 40 anos de Transformação e Desenvolvimento‘.

Esta exposição fotográfica, patente no Centro Cultural Dr. Afonso Rodrigues Pereira até 11 de Fevereiro, celebra uma das mais significativas transformações democráticas da sociedade portuguesa após o 25 de Abril – o Poder Local Democrático.

Esta iniciativa pretende dar a conhecer à população as transformações ocorridas no Concelho da Lourinhã e elevar a memória do envolvimento dos Eleitos Locais e o reconhecimento da sua participação cívica no desempenho das diversas funções autárquicas.

A exposição é composta por 36 painéis, distribuídos por áreas como ambiente, desporto, rede viária, visitas institucionais, saneamento e obras municipais, entre outras. O objectivo é agregar elementos da memória, identidade e promover, inclusive, uma reflexão para o futuro.

A exposição pode ser visitada de terça-feira a sábado, das 10h30 às 16h30. A partir do dia 13 de Fevereiro, a mostra percorrerá as 11 Freguesias do Concelho da Lourinhã.

Nesse mesmo dia, de tarde, realizou-se a primeira de duas sessões das Jornadas de Sensibilização e Esclarecimento sobre Legislação Autárquica, promovidas no âmbito das comemorações dos 40 anos do Poder Local Democrático.

O primeiro painel teve lugar no Salão Nobre dos Paços do Município, com as dissertações ‘Contextualização Histórica dos Municípios e das Freguesias’ pelo Centro de Estudos Históricos da Lourinhã e ‘Regime Jurídico das Autarquias Locais’ por Miguel Reis Silva.

O segundo painel, sobre ‘Lei Eleitoral e Democracia Local’, com Nuno Sampaio, decorrerá no dia 28, sábado, entre as 9h30 e as 12h00, no auditório do Centro Cultural Dr. Afonso Rodrigues Pereira.

Estas jornadas são promovidas pela Comissão Organizadora das Comemorações dos 40 anos de Poder Local Democrático no Município da Lourinhã e são direccionadas para autarcas locais. Contudo, serão abertas ao público em geral, que pode participar livremente sem necessitar de qualquer tipo de inscrição.